Núcleo Dependência Química

Coordenação: Psicóloga Josiane Weiss

 

OBJETIVO

O NÚCLEO DE DEPENDÊNCIA QUÍMICA tem por objetivos estudar, difundir e amparar a comunidade com o estabelecimento de uma metodologia de ação direcionada àqueles que vivenciam a realidade do uso de substâncias químicas, dentro dos fundamentos da doutrina espírita e em integração com os demais trabalhos dos Departamentos e Núcleos da Amergs.

 

USO, ABUSO E DEPENDÊNCIA DE SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS

❑ Uso e dependência de álcool e outras drogas é um sério problema de saúde pública.

❑ Várias famílias têm em seus lares indivíduos que usam alguma substância psicoativa, lícita ou ilícita. Ideia de autocontrole.

  • Marginalização do indivíduo que consome drogas ilícitas e famílias que não sabem o que fazer com esta situação.
  • Consumo crescente de substâncias psicoativas pela população e as consequências deste.
  • Fazem parte de todos os grupos sociais e é uma realidade difícil de ser administrada
  • Financiam a violência e o crime

 

ESPIRITUALIDADE

Estudos sobre o tema vêm demonstrando a importância do fator espiritualidade como ferramenta de prevenção e de recuperação.

  • A espiritualidade contribui para o bem-estar físico e psicológico tornando-se uma ferramenta para promoção da saúde, sobretudo mental e atuando como fator protetor contra o desenvolvimento de doenças físicas e psíquicas.
  • O exercício de atividades espirituais (a oração, meditação, passes, leituras, palestras) podem influenciar, psicodinamicamente, através de emoções positivas (como a esperança, o perdão, a autoestima e o amor).
  • A utilização da ferramenta espiritualidade integrada na prática clínica, em todas as fases do tratamento psíquico, seja no âmbito da prevenção e promoção de saúde mental, seja no enfrentamento das adversidades por parte dos usuários de substâncias e seus familiares.
  • Trata-se da condição humana de procurar um sentido para a existência e de buscar a  verdadeira pela solução dos problemas e questionamentos interiores.

 

ESPIRITISMO

  • Uso de substâncias psicoativas como prejudicial não só o corpo físico, mas também o corpo espiritual
  • Ao penetrarem no organismo físico, atuam sobre o aparelho circulatório, o sangue, o sistema respiratório, o cérebro e as células, principalmente as neuronais.
  • André Luiz, nos informa em “Missionários da Luz” que  “o corpo perispiritual, que dá forma aos elementos celulares, está fortemente radicado no sangue. O sangue é elemento básico de equilíbrio do corpo perispiritual.”  E, em “Evolução em dois Mundos”, acrescenta que os neurônios guardam relação íntima com o perispírito. Desta forma, entende-se que as alterações bioquímicas promovidas pelas substâncias psicoativas ao sangue e às células neuronais também refletirão nas regiões correlatas do corpo perispiritual, em forma de lesões e deformações consideráveis.
  • “Sabeis por que, às vezes, uma vaga tristeza se apodera dos vossos corações e vos leva a considerar amarga a vida? É que vosso Espírito, aspirando à felicidade e à liberdade,se esgota, jungido ao corpo que lhe serve de Prisão, em vãos esforços para sair dele.”

Espírito François de Genève

O Evangelho Segundo o Espiritismo – Cap. V, item 25.

 

            Enfrentar o uso de substâncias químicas implica enfrentar uma questão complexa e multifatorial, tanto no que tange à sua gênese quanto ao seu manejo e tratamento.  A dependência química parece revelar a perversidade de nossa forma atual de vida, e a urgência da oferta de ações que promovam e auxiliem nossos processos individuais de reforma íntima.

Assim, diante desse quadro, é que o Núcleo de Dependência Química vê a possibilidade de auxiliar espiritualmente o dependente químico e sua família, bem como de realizar trabalhos de prevenção ao uso de drogas.

 

ESTRATÉGIAS

NOVOS INTEGRANTES SÃO BEM VINDOS!

SE VOCÊ SE INTERESSA EM FAZER PARTE DO NÚCLEO, CONTATE COM A SECRETARIA