Espiritual

Espiritual

      DEPARTAMENTO ESPIRITUAL DA AMERGS

Coordenador: Gilson Luis Roberto

.

            O funcionamento da Associação Médico-Espírita do Rio Grande do Sul (AMERGS) está assentado nos princípios básicos da Doutrina Espírita codificada por Allan Kardec como determina o artigo 3º do seu estatuto.

            Todas as atividades desenvolvidas pela AMERGS estão fundamentadas nas orientações emanadas pela espiritualidade através das Obras Básicas de Kardec e das obras complementares.

             O nosso trabalho é resultado da união dos esforços entre o mundo espiritual e material para expandir o paradigma médico-espírita em busca de uma medicina mais humana e que contemple todas as dimensões do ser humano.

             Consideramos o amparo da espiritualidade como fundamental para a concretização dos nossos ideais, sendo a referência basilar que norteia nossas tarefas e princípios. Para isso contamos com as orientações do plano espiritual, em especial do nosso patrono Bezerra de Menezes, que além de ser o responsável direto pelas orientações e diretrizes da nossa instituição, é o modelo que nos guiamos como exemplo de um médico sensível e humano que soube colocar o seu diploma a serviço do Médico Divino em favor dos mais necessitados.  

            O departamento espiritual também se dedica ao estudo e aplicação da mediunidade em favor do amparo à coletividade, integrando a assistência espiritual como complemento do atendimento médico.

A atividade do médico-espírita deve ser pautada pelos seguintes princípios:

 .

PRINCÍPIOS DO MÉDICO-ESPÍRITA

1) O médico-espírita sabe que o seu diploma pertence a Jesus.

2) Respeita os colegas que não o compreendem, que o desqualificam, que têm preconceito em relação à sua crença e conduta. Continua, todavia, a agir da mesma maneira, sem orgulho ferido, ou decepção paralisante.

3) Toca suas pesquisas e seus estudos, buscando aprimoramento constante na sua esfera de ação.

4) Não se descuida igualmente da melhoria de sentimentos, procurando colocar seu conhecimento e sua arte em benefício dos irmãos em sofrimento, sobretudo dos mais necessitados.

5) Não se sente incomodado por ter na base de seus estudos as revelações de Kardec e Chico Xavier. Vai além, inspira-se nessas informações para fazer pesquisas científicas.

6) Sabe que a verdadeira hierarquia origina-se da evolução espiritual. Reconhece, portanto, como verdadeiro líder aquele que dá exemplos de humildade e amor ao próximo.

7) Procura o respaldo da Casa Espírita para trabalhar e aplicar o tratamento complementar espírita, mas não se descuida em demonstrar aos colegas a excelência dos princípios que o norteiam.

.

.

Decálogo do Médico-Espírita

I – Defender a doutrina de Kardec.

II – Colocar, acima de tudo, o interesse de Cristo na vida diária.

III – Buscar, através das próprias ações, viver a Medicina do Espírito.

IV – Levar à Sociedade Médica atual o alto contingente de espiritualidade.

V – Ampliar, sempre que possível, os conhecimentos médicos.

VI – Colaborar em Instituições Espíritas.

VII – Valorizar os minutos preciosos da existência.

VIII – Combater, através do exemplo e da palavra, a perversão dos costumes.

IX – Defender o fraco e o oprimido; amparar o intoxicado intelectual.

X – Acima de tudo, exercer a Medicina tendo em vista os desígnios divinos, reconhecendo-se como filho do Altíssimo, dispenseiro do Criador e, portanto, como humilde servo da SOBERANA VERDADE.

.

.

Mensagem de Bezerra de Menezes – IV Congresso AMERGS 2012